blog facebook WhatsApp
Central de marcação: 71 3622-7555
Vida e Saúde - Blog

Queimaduras: como prevenir e tratar?

quarta, 06 de outubro de 2021

Incidentes relacionados a queimaduras são considerados um problema de saúde pública. De acordo com o Ministério da Saúde, ocorrem cerca de 1 milhão de casos por ano, onde aproximadamente 10% deles necessitam de atendimento hospitalar.

Para demonstrar ainda mais a gravidade das queimaduras, são registrados 2500 óbitos anuais decorrentes de queimaduras, principalmente por infecções causadas a partir dos ferimentos, onde o risco aumenta de acordo com a gravidade e profundidade da queimadura.

A maior causa de queimaduras são os acidentes domésticos envolvendo o cozimento de alimentos, água fervente, churrasqueiras e ferro de passar. Mas os fogos de artifícios e a eletricidade também são causas comuns de queimaduras, assim como o contato com substâncias químicas e também a exposição solar excessiva.

Como são classificadas as queimaduras?

Para definir o tratamento mais adequado, as queimaduras são definidas e classificadas conforme o grau, a extensão e o agente causador. Vejamos

Graus de queimadura

Conforme a profundidade do ferimento, as queimaduras são classificadas em três graus. Essa classificação se dá conforme as camadas de pele atingidas

Primeiro Grau - são queimaduras que atingem somente a epiderme, que é a camada mais superficial da pele. Geralmente causam vermelhidão sem bolhas e um inchaço discreto, com dor e ardência local.

Segundo Grau - queimaduras deste tipo atingem parte da derme (segunda camada da pele), formando bolhas e causando dores mais fortes.

Terceiro Grau - é o tipo mais profundo, que atinge todas as camadas da pele, chegando aos músculos e até aos ossos. Nesses casos, a pele fica necrosada (morte do tecido), deixando uma aparência esbranquiçada ou com aspecto carbonizado. Por conta da profundidade, não há dor, uma vez que a lesão consome as terminações nervosas responsáveis por essa sensação.

Extensão e agentes causadores

Além do grau, as queimaduras também são classificadas conforme a extensão e o tipo de agente causador. É isso que também irá determinar o tipo de tratamento de cada uma.

No caso da extensão, ela é representada conforme a porcentagem da área queimada

  • queimaduras leves são as que atingem 10% ou menos do corpo
  • queimaduras médias afetam de 10% a 20% da superfície corporal
  • - queimaduras graves compreendem mais de 20% do corpo

Quanto aos agentes causadores, eles se dividem em

Agentes físicos - térmicos, elétricos e radiantes.

  • Térmicos: líquidos ou gordura quente, vapor, ferro quente e fogo
  • Elétricas: alta tensão, corrente de baixa voltagem de eletrodomésticos e raios
  • Radiantes: exposição à luz solar ou fontes nucleares

Agentes químicos - substâncias industriais, produtos domésticos (solventes, soda cáustica, ácidos).

Agentes biológicos - de origem animal ou vegetal, como urtiga, taturanas, água viva, etc.

O que se deve ou não fazer em caso de queimadura?

Ao sofrer uma queimadura, independente do grau do ferimento, o primeiro passo é manter a calma para avaliar a gravidade e buscar formas de aliviar a dor.

Para isso, alguns passos podem ser seguidos

1. Inicialmente, procure resfriar a área atingida em água corrente, com jatos suaves e temperatura natural, por aproximadamente 10 minutos

2. Se a pessoa estiver usando qualquer tipo de acessório ou joias, é importante retirá-los imediatamente, antes que haja inchaço local

3. Nos casos mais sérios, cubra o local com gaze, pano ou toalha limpos e úmidos e procure um atendimento médico de emergência. É importante não utilizar compressas em áreas extensas por muito tempo, sob o risco de ocorrer hipotermia

Se a causa da queimadura for química, deve-se lavar o local por cerca de 20 minutos até que a substância seja removida. Caso haja ingestão, a vítima deve ser levada imediatamente ao hospital.

Nas queimaduras elétricas, o aparelho deve ser retirado da tomada o mais rápido possível ou a energia desligada. Leve-a imediatamente ao hospital. LEMBRE-SE! Não toque na pessoa que estiver tomando uma descarga elétrica!

O que NÃO fazer em caso de queimadura!

Na intenção de amenizar o problema - e muitas vezes baseadas em crendices -  as pessoas acabam agindo de forma equivocada e aumentando o problema da queimadura. Veja a seguir o que não se deve fazer nesses casos

  • - não coloque gelo no local do ferimento, já que temperaturas negativas também queimam
  • jamais confie em dicas caseiras: não coloque pasta de dente, café ou clara ovo sobre a queimadura, pois não resolvem e podem causar infecção.
  • não fure as bolhas decorrentes da queimadura, pois a pele nova ainda não está totalmente formada e não deve ser exposta. No tempo certo, a bolha secará de forma natural.

Dicas para prevenir queimaduras

Grande parte das queimaduras ocorrem por acidentes domésticos. Por isso, com alguns cuidados é possível prevenir que elas ocorram.

Atualmente, um agravante necessita de ainda mais atenção, o uso de álcool em gel ou líquido, que aumentou significativamente por conta da pandemia do coronavírus. Portanto, vale lembrar

1. Ao manusear o álcool, não utilize fósforos ou isqueiros. É importante aguardar a secagem completa do produto, pois os casos de queimaduras nas mãos são bem comuns.

2. No caso do álcool em gel, prefira utilizá-lo somente em casos onde não haja água e sabão disponíveis, como nas idas ao supermercado ou outras saídas necessárias.

3. Sprays de álcool 70% devem ser evitados, principalmente perto de fontes de calor ou faíscas. álcool 70%, que podem servir como “lança-chamas”, perto de fonte de calor ou qualquer faísca.

Além dos cuidados com o álcool, também é imprescindível estar atento a outros detalhes do dia a dia, como por exemplo

  • manter as alças e cabos de panelas e frigideiras sempre para o lado de dentro do fogão, pois isso evita esbarrões que podem derramar o conteúdo quente e provocar queimaduras sérias
  • ter cuidado na hora de retirar os alimentos do forno, usando sempre luvas adequadas
  • não permitir a presença de crianças e animais domésticos perto de fontes de calor, como ferro de passar, fogão, churrasqueira, e também guardar produtos químicos fora do alcance, nas embalagens originais e bem vedados.
Notícias recentes
Doenças do coração: conheça os diferentes tipos. Sabia que existem diversos tipos de doenças do coração? Conheça mais sobre elas! Saiba mais...
Os benefícios da fisioterapia no tratamento de dores. Conheça os benefícios da fisioterapia e como ela atua no tratamento de diversos tipos de dores. Saiba mais...
Saúde íntima e reprodutiva da mulher: quais cuidados são essenciais? Saiba como proteger sua saúde íntima e reprodutiva e prevenir o surgimento de doenças que podem comprometer a fertilidade. Saiba mais...
Saúde mental e o enfrentamento de dificuldades sociais. Entenda como os fatores sociais impactam na saúde mental, especialmente entre os adolescentes. Saiba mais...
A importância do autocuidado e os benefícios de investir nesta prática. Saiba mais sobre o que é e como praticar o autocuidado e confira tudo que ele pode fazer pela sua saúde. Saiba mais...
Desvio de septo nasal e a dificuldade para respirar. A cirurgia é o único tratamento definitivo para o desvio de septo. Medicamentos e lavagens nasais são indicados para aliviar os sintomas. Saiba mais...
Aleitamento materno e as questões que envolvem essa jornada. Saiba mais sobre os benefícios do aleitamento materno, que deve ser exclusivo até os seis meses de vida do bebê. Saiba mais...
Transtorno de Déficit de Atenção: o que é e como diagnosticar? Saiba mais sobre o Transtorno de Déficit de Atenção (TDA) e qual a importância do diagnóstico e do acompanhamento adequados. Saiba mais...
Check-up cardiológico: porque é importante e quando fazer. Veja qual a importância de checar a saúde do coração e os exames que devem ser feitos em um check-up cardiológico. Saiba mais...
Doenças do aparelho digestivo: como fazer o diagnóstico? Endoscopia e colonoscopia são exames essenciais para o diagnóstico precoce de doenças do aparelho digestivo. Saiba mais...
Cólicas na gravidez: por que elas acontecem? Em casos de cólicas na gravidez persistentes, o ginecologista e obstetra deve ser consultado. Saiba mais...
6 dicas para curtir o verão com saúde. Veja porque é importante manter os cuidados com a saúde no verão e quais as formas de se proteger. Saiba mais...
Espirometria: importância da análise respiratória completa Veja como o exame de espirometria é importante e quando ele deve ser realizado de forma preventiva. Saiba mais...
Janeiro Branco: como promover a saúde mental dentro das empresas? Entenda a importância da campanha "Janeiro Branco" na promoção da saúde mental dentro do ambiente de trabalho. Saiba mais...
Dia Mundial do Diabetes: um alerta para a prevenção e controle da doença. Saiba como o diabetes pode afetar seriamente sua saúde e conheça as principais formas de prevenção e controle da doença que atinge milhões de pessoas. Saiba mais...
Febre: o que ela pode indicar e quando procurar ajuda? A febre pode ser sintoma de diversas doenças e costuma sinalizar infecções. Mas afinal, quando procurar um médico? Saiba mais...
Cálculo Renal: o que é e como tratar as pedras nos rins? Saiba mais sobre o cálculo renal, suas causas, como prevenir e tratar o problema. Saiba mais...
Saúde do Homem: campanha Novembro Azul e o foco na prevenção. A saúde do homem está em foco. Você sabia que um em cada seis homens brasileiros será diagnosticado com câncer de próstata? Saiba mais...
Saiba como aproveitar os benefícios dos grãos e sementes na alimentação. Veja como incluir grãos e sementes na sua dieta e aproveite todos os benefícios desses alimentos. Saiba mais...
Acne: o que causa e como evitá-las? Entenda as principais causas da acne e quais os cuidados necessários para evitar seu aparecimento. Saiba mais...