blog facebook WhatsApp
Central de marcação: 71 3622-7555
Vida e Saúde - Blog

Endometriose: como afeta a saúde da mulher?

quinta, 01 de abril de 2021

A endometriose é caracterizada como uma modificação no funcionamento normal do endométrio, que é a mucosa que reveste a parede interna do útero. Essa afecção inflamatória é provocada através das células do endométrio que, ao invés de serem expelidas, acabam tomando o sentido oposto e caindo na cavidade abdominal ou nos ovários, onde se multiplicam.

Quando não há fecundação do óvulo, parte do endométrio é eliminada quando ocorre a menstruação. A parte que permanece no útero volta a crescer com a multiplicação das células, para que todo o processo se repita no próximo ciclo.

Diferente do que se imagina, esta é uma doença bastante comum, que pode atingir até uma em cada seis mulheres em idade fértil. Contudo, as chances de aparecimento são maiores quando há outros casos na família. Portanto, pode-se dizer que esta é também uma condição genética.

Tipos de endometriose

Existem cinco tipos diferentes de manifestação da endometriose, que são: superficial, profunda, pulmonar, de parede e no ovário. Confira a seguir mais detalhes sobre cada tipo.

Endometriose superficial

É um tipo de endometriose que costuma atingir o peritônio, um tecido que reveste internamente os órgãos presentes nas cavidades abdominal e pélvica.

Endometriose profunda

Quando os focos da doença se infiltram na parede de um órgão ou estrutura a uma profundidade de mais de cinco milímetros, é sinal de endometriose profunda. Nesse tipo, também se apresenta a endometriose do septo retovaginal.

Nesse caso, os sintomas do período menstrual se intensificam, e a mulher pode ter que se submeter a uma cirurgia de emergência, a depender do local e da extensão da doença.

Endometriose de parede

A endometriose de parede atinge a parede abdominal, geralmente em áreas que foram previamente submetidas à cirurgia. Na maioria dos casos, ocorre em mulheres que já realizaram uma cesariana, especialmente em casos de interrupção prematura da gravidez.

A região do umbigo é um outro local onde a endometriose de parede costuma ocorrer. Geralmente, os nódulos ficam mais dolorosos e aumentados durante o período menstrual.

Endometriose no ovário

O tipo ovariano é aquele que atinge os ovários, e costuma ocorrer com a formação de cistos composto por um líquido sanguinolento.

Endometriose pulmonar

Apesar de ser bastante rara, a endometriose pulmonar é considerada grave. Ela ocorre quando o tecido endometrial se desenvolve na região dos pulmões, chegando nesse estágio através da corrente sanguínea.

Esse tipo costuma ser identificado pelo sangramento das vias aéreas, que ocorre no período menstrual, normalmente por meio da tosse.

Quais os principais sintomas da endometriose?

O sintoma principal, e que primeiro se manifesta em casos de endometriose, é a dor pélvica associada ao ciclo menstrual. Contudo, existem relatos de mulheres que dizem que esta dor aumenta com o tempo, ficando muito pior no período da menstruação.

Além da dor pélvica, outros sintomas podem ser observados com frequência, como por exemplo:

  • - dismenorreia (dores no período menstrual);
  • - dor ou cólicas, que podem aparecer de uma a duas semanas antes da menstruação;
  • - dor durante as relações sexuais com penetração;
  • - dor ao urinar ou evacuar, sobretudo no período menstrual;
  • - fadiga;
  • - diarreia no período menstrual.

É importante ressaltar que a dor não está relacionada à gravidade do problema. Algumas mulheres podem ter uma extensão maior da doença sem sentir nenhuma dor, enquanto outras podem sofrer de dores fortes, mesmo com focos menores.

Como obter o diagnóstico?

A endometriose pode ser considerada uma doença silenciosa. Geralmente os sinais aparecem entre os 25 e 35 anos, quando é possível realizar um diagnóstico preciso. Contudo, a manifestação do problema já começa meses depois da primeira menstruação.

No entanto, isso ocorre porque muitas mulheres acreditam ser normal sentir cólicas e dores no período menstrual, e não dão a devida atenção ao problema, esperando muito tempo para procurar ajuda médica.

Ao suspeitar da presença da endometriose, o ginecologista pode realizar um exame pélvico de toque e solicitar os seguintes exames

  • - ultrassom especializado;
  • - ressonância magnética;
  • - laparoscopia.

Relação entre endometriose e fertilidade

Uma vez que o endométrio é sensível às alterações do ciclo menstrual, sendo o local onde o óvulo é depositado após ser fecundado, essa alteração acaba atingindo a fertilidade e, consequentemente, a saúde da mulher.

Contudo, o principal fator de infertilidade é a danificação das tubas uterinas. Pois durante o processo inflamatório crônico são formadas aderências do peritônio junto a outros órgãos pélvicos. Isso pode resultar na obstrução das tubas uterinas, dificultando ou impedindo a passagem do óvulo e, consequente, a fecundação.

Nos ovários, a presença dos endometriomas também compromete a fertilidade. Além disso, possíveis alterações inflamatórias e imunológicas no útero e no endométrio tendem a atrapalhar a implantação do embrião, fazendo com que a gravidez não se desenvolva.

Tratamento e acompanhamento médico

Em idade fértil, a mulher deve consultar um médico ginecologista anualmente, para realizar exames de rotina, como papanicolau e outros. Esse acompanhamento médico é fundamental também para identificar a presença da endometriose, à medida que os sintomas apareçam ou se agravem.

Ao identificar o problema, o tratamento deve ser iniciado imediatamente, podendo incluir

  • - medicamentos para controle da dor e diminuição da progressão da doença;
  • - cirurgia para retirada das áreas afetadas;
  • - cirurgia de histerectomia, com a retirada dos ovários.

Contudo, o tipo de tratamento dependerá de alguns fatores, como idade, gravidade dos sintomas e da doença, e se a mulher ainda deseja ou não engravidar.

Notícias recentes
Principais alergias que atingem os brasileiros. Entenda melhor o que são alergias e conheça os tipos que mais atingem os brasileiros. Saiba como se manifestam e qual o tratamento adequado. Saiba mais...
Último trimestre de gestação: o fim de uma jornada e o início de outra. Saiba mais sobre o último período de gestação, que vai do 7º ao 9º mês, e quais os primeiros cuidados após o parto. Saiba mais...
Vitaminas e suas principais fontes. Saiba mais sobre a importância das vitaminas para o bom funcionamento do organismo e quais as principais fontes para ingestão desses nutrientes. Saiba mais...
Intolerância à lactose: como conviver com o problema? Saiba mais sobre a intolerância à lactose e de que forma é possível conviver com esta condição a partir de cuidados simples com a dieta. Saiba mais...
Endometriose: como afeta a saúde da mulher? Saiba mais sobre a endometriose, seus sintomas, tratamento e como interfere na saúde e na fertilidade da mulher. Saiba mais...
Síndrome de Down: cuidados e desenvolvimento. Entenda como a Síndrome de Down ocorre e de que forma os portadores podem se desenvolver e levar uma vida normal a partir dessa condição. Saiba mais...
O que são cistos mamários e como tratá-los? Entenda mais sobre os cistos mamários, suas causas e de que forma tratar esse problema a partir do diagnóstico. Saiba mais...
Gestação: quando chegam as novidades. Veja o que esperar da gestação a partir do segundo trimestre e quais as transformações para a mãe e o bebê . Saiba mais...
Principais doenças relacionadas ao sistema urinário e como tratá-las. Saiba mais sobre como manter o bom funcionamento do sistema urinário, prevenindo e tratando as infecções e outras doenças. Saiba mais...
Mocinhos e vilões nos cuidados com a saúde do coração. Saiba a importância de manter a saúde do coração e quais elementos são favoráveis e desfavoráveis nos cuidados com este órgão vital. Saiba mais...
Síndrome de Asperger: o que é como lidar com essa condição? Saiba mais sobre as características da Síndrome de Asperger, de que forma ela se manifesta e como tratar essa condição ligada ao neurodesenvolvimento. Saiba mais...
Alimentação saudável: descubra a função de cada nutriente. Entenda como cada tipo de nutriente atua no organismo e porque manter uma alimentação saudável é fundamental para a saúde. Saiba mais...
Gestação: o desafio dos 3 primeiros meses. Saiba quais os principais desafios da gestação no período inicial e como a gestante pode se preparar para esse momento. Saiba mais...
Saúde do homem e o combate ao câncer de próstata. Saiba mais sobre a importância da prevenção do câncer de próstata para a saúde do homem e como combater esse inimigo silencioso. Saiba mais...
A dor como 5º sinal vital, abordagens e tratamento. Saiba porque a dor é vista como 5º sinal vital e a importância dessa interpretação para uma melhor abordagem clínica e tratamento. Saiba mais...
Gestação: o início de uma jornada. Ao iniciar a jornada da gestação, veja a importância de informações confiáveis e de ter um médico como parceiro nos cuidados com a mãe e o bebê. Saiba mais...
Hemodinâmica: tecnologia para diagnóstico e tratamento. Veja quais os benefícios da hemodinâmica e como essa tecnologia auxilia no diagnóstico e tratamento de doenças cardiovasculares. Saiba mais...
Saúde da mulher: ações preventivas fazem a diferença. A atenção integral à saúde da mulher diz respeito a uma série de práticas que possibilitam condições de vida mais saudáveis. Saiba mais...
30 anos Santa Helena. Essa jornada também é sua... No decorrer de três décadas de história cuidando da saúde das pessoas, foi preciso muita dedicação e propósito... Saiba mais...
Conheça as principais doenças comuns no período do inverno. As doenças sazonais são aquelas que ocorrem todos os anos em determinadas estações do ano... Saiba mais...