Área do Cliente
Cliente Empresa
Corpo Clínico blog facebook
Central de marcação: 71 3622-7555
Vida e Saúde - Blog

Dor Neuropática e seus desdobramentos.

segunda, 26 de novembro de 2018

A dor neuropática faz parte do rol de dores crônicas. Saiba mais sobre esta enfermidade, suas causas e quais tratamentos recomendados.

Entre os tipos de dores crônicas, está a dor neuropática. Ela afeta o sistema nervoso central – que é formado pelo cérebro, tronco ou medula espinhal, ou o sistema nervoso periférico, composto pelas raízes e nervos periféricos.

Este é um problema de saúde que afeta cerca de 10% da população mundial e, infelizmente, os números só têm aumentado com o passar dos anos.

A dor neuropática ocorre, geralmente, em uma ou mais partes do corpo. Seu diagnóstico é difícil, pois métodos e exames convencionais podem não detectá-la. As causas são as mais diversas, mas na maioria dos casos a dor neuropática ocorre na iminência de doenças graves, como câncer ou diabetes, por exemplo.

Além disso, essa dor também pode ocorrer em  consequência de doenças degenerativas, que acabam por comprimir ou lesionar a raiz dos nervos da coluna.

Características da Dor Neuropática

A forma como a dor neuropática se apresenta é bem variada. Pode ser com uma sensação peso, queimação, agulhadas, choques ou ferroadas. O formigamento, às vezes, também ocorre, assim como uma sensação de dormência em alguma parte do corpo.

Quando a dor é localizada, significa que apenas um trajeto do nervo está comprometido, e a isso chama-se mononeuropatia. Já quando é o caso de uma dor mais generalizada e difusa, pode significar que vários nervos estão danificados, chamando a isso de polineuropatia. Nesse caso, a dor pode ocorrer, por exemplo, em braços e pernas ao mesmo tempo.

A dor neuropática pode ser contínua ou intermitente e sua intensidade varia, a intensidade da dor varia de fraca a insuportável, e isso depende do estágio da doença e do quão comprometidos já estão os nervos.

O que causa essa dor?

Alguns fatores são responsáveis pelo surgimento da dor neuropática. A seguir, temos uma lista do que causa essa enfermidade:

  • Traumas que ocorrem em acidentes ou fraturas que afetem os nervos ou a coluna, ou ainda em cirurgias que levam a dores agudas no período de convalescença ou no pós-operatório, que podem se tornar crônicas, caso não sejam tratadas de forma adequada;
  • ​- Doenças infecciosas, sejam elas causadas por bactérias ou vírus, podem afetar os nervos através da liberação de toxinas, ou até mesmo por degeneração causada por esses microorganismos;
  • ​- Acidentes que afetem a coluna, de modo a lesionar a medula e, assim  causar dor intensa e persistente;
  • ​- Deficiência nutritiva e alcoolismo, pois afetam as funções nervosas de modo significativo, desencadeando a dor;
  • ​- Diabetes mellitus, na sua fase degenerativa. Pode causar lesão na “capa” que reveste os nervos, causa a chamada neuropatia diabética. 

Diagnóstico e tratamento

O tratamento da dor neuropática é sempre objetivando a cura. Contudo, quando isso não é possível, aliviar a dor e devolver a qualidade de vida do paciente tornam-se o foco.

Porém, o tratamento varia de acordo com a doença que ela anuncia e o estágio em que encontra. O objetivo é cuidar do nervo, especificamente, ou da doença que está atingindo esse nervo e causando a dor. 

Como em qualquer doença, o diagnóstico precoce é imprescindível para garantir o sucesso do tratamento. No caso da dor neuropática, por ser um alerta para doenças graves, é muito importante estar atento aos sintomas e procurar ajuda profissional qualificada.

Na Clínica da Dor, no hospital Santa Helena, são encontrados os melhores profissionais da região para cuidados da dor neuropática, entre outras enfermidades crônicas. Além disso, a estrutura física do Instituto de Ortopedia permite ao paciente os melhores cuidados com sua saúde, garantindo bem-estar e recuperação adequada. 

Consultas, exames ou dúvidas? Fale conosco.

Central Whatsapp: 71 99664-7555

Notícias recentes
Gestação no ambiente de trabalho: riscos e cuidados. A gestação no ambiente de trabalho demanda cuidados especiais, um ambiente e atividades laborais seguras... Saiba mais...
Informações obrigatórias e não obrigatórias para o eSocial. Saiba quais informações devem constar obrigatoriamente no eSocial e quais as sua empresa não precisa declarar... Saiba mais...
Doenças respiratórias: como prevenir e tratar. As doenças respiratórias crônicas atingem milhares de pessoas, entenda a importância do tratamento continuado... Saiba mais...
Saiba como o eSocial promove a integração entre as áreas profissionais. Será preciso trabalhar de forma conjunta, gerando assim maior integração entre profissionais de diversas áreas... Saiba mais...
Dor Neuropática e seus desdobramentos. A dor neuropática faz parte do rol de dores crônicas. Seu diagnóstico é difícil, pois métodos e exames convencionais podem não detectá-la... Saiba mais...
NR 6: a importância do EPI no ambiente laboral. Os EPIs são as ferramentas de trabalho que servem para a proteção e prevenção de acidentes laborais... Saiba mais...
Indicadores empresariais em saúde ocupacional. Entenda o que são os indicadores empresariais e a importância de uma gestão adequada... Saiba mais...
Novembro azul: confira algumas dicas de como prevenir o câncer de próstata. O câncer de próstata é o segundo tipo de câncer mais comum entre os brasileiros... Saiba mais...
Cirurgia de mão: saiba mais sobre esta especialidade. Veja como a cirurgia de mão se tornou uma especialidade clínica e quando ela é recomendada... Saiba mais...
Processos de gestão da segurança do trabalho em eletricidade. A gestão da segurança do trabalho em eletricidade requer uma atenção especial, com processos e cuidados ... Saiba mais...
Segurança e saúde do trabalhador em pequenas e microempresas. A segurança e a saúde dentro das pequenas e microempresas é algo que requer bastante atenção... Saiba mais...
Saiba porque a oncologia é uma das áreas mais importantes da medicina atualmente. A Oncologia é uma especialidade médica que estuda e trata o câncer e os tumores... Saiba mais...
Conheça a NR 05 e saiba mais sobre as suas atribuições. A Norma Regulamentadora 5 trata da aplicação de condutas para a prevenção de acidentes no trabalho... Saiba mais...
Dermatose ocupacional: causas e consequências. Veja por que a dermatose ocupacional é causadora de uma série de problemas no trabalho... Saiba mais...
Doenças crônicas e a importância do tratamento continuado. Entenda mais sobre doenças crônicas e o porquê do tratamento continuado ser fundamental nesse casos... Saiba mais...
eSocial e as rotinas de segurança e saúde no trabalho. As informações precisam ser observadas cuidadosamente pelo empregador durante o envio por meio do eSocial... Saiba mais...
Norma Regulamentadora NR4: impactos no setor de engenharia. A NR4 exige a implantação do Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho... Saiba mais...
Problemas auditivos: como identificar e prevenir? Existem diversos tipos de problemas auditivos, que podem ir do mais leve grau de surdez à perda total da audição... Saiba mais...
Saiba mais sobre o Plano de Atendimento à Emergência (PAE) O PAE é um plano elaborado para determinar as devidas prevenções de emergências em empresas públicas ou privadas... Saiba mais...
Saiba a diferença entre acidente e incidente de trabalho. Do ponto de vista jurídico, incidente é toda e qualquer ocorrência não planejada ou prevista... Saiba mais...