Área do Cliente
Cliente Empresa
Corpo Clínico blog facebook
Central de marcação: 71 3622-7555
Vida e Saúde - Blog

Formas de prevenir a depressão no ambiente do trabalho.

quinta, 31 de agosto de 2017

A depressão é hoje uma das maiores causas de afastamento de colaboradores do ambiente de trabalho. Em 2016, 75 mil brasileiros precisaram se ausentar de suas atividades por conta da enfermidade, o que representa 37,8% de todas as licenças daquele ano motivadas por transtornos mentais e comportamentais. A Organização Mundial de Saúde (OMS) alerta que, até 2020, a depressão será a doença mais incapacitante do mundo.

Essa é uma enfermidade em que o tratamento é longo e prejudica muito a vida pessoal e profissional do seu colaborador. A depressão no ambiente do trabalho é caracterizada principalmente por tristeza profunda, falta de motivação e desânimo frequente.

Para a empresa, o afastamento de um funcionário prejudica o andamento do trabalho e dá sinais de que algo pode estar errado no ambiente. A boa notícia é que ela pode ser prevenida ou tratada logo nos primeiros sintomas iniciais, evitando ainda mais prejuízos.

Depressão no ambiente do trabalho: como prevenir

A doença pode ter causas genéticas ou ambientais. Alguns dos fatores que contribuem com o desenvolvimento de depressão no ambiente de trabalho são: discriminação ou assédio moral e sexual, relacionamento hostil entre colaboradores, demandas que o funcionário não dá conta, trabalho além do expediente, pressão, estímulo a competitividade não saudável, medo de perder o emprego, entre outros. Por isso, é importante tomar algumas atitudes para evitar a doença:

   - Valorize cada colaborador por suas qualidades individuais e a equipe pelo mérito conjunto;

   - Evite dar feedbacks negativos na frente de todos os colaboradores, prefira conversar pessoalmente;

   - Faça avaliações periódicas para dar um feedback ao colaborador, sugerir melhorias, elogiar e ouvir suas insatisfações;

   - Tenha um psicólogo disponível na empresa para ouvir os funcionários e descobrir sinais de depressão;

   - Disponibilize planos de carreira e dê condições dos seus funcionários crescerem;

   - Ofereça treinamento de liderança para gestores;

   - Acolha colaboradores com sinais de depressão oferecendo apoio.

A depressão no ambiente do trabalho é um assunto muito sério. Esta doença é uma das maiores responsáveis por incapacitar bons funcionários e já é considerada epidemia. Manter seus funcionários felizes não apenas evita o transtorno, como aumenta a produtividade, a inovação e a competitividade da empresa.

O que você tem feito para tornar o ambiente de trabalho mais saudável? Deixe seu comentário!

Notícias recentes
Entenda a importância da Higiene Ocupacional. Higiene ocupacional e sua importância, saiba quais são as etapas da implantação do Programa de Higiene do Trabalho... Saiba mais...
Doenças de verão e os principais cuidados nessa época do ano. Antes de sair e aproveitar o calor escaldante, saiba como se prevenir contra as principais doenças de verão... Saiba mais...
Gestação no ambiente de trabalho: riscos e cuidados. A gestação no ambiente de trabalho demanda cuidados especiais, um ambiente e atividades laborais seguras... Saiba mais...
Informações obrigatórias e não obrigatórias para o eSocial. Saiba quais informações devem constar obrigatoriamente no eSocial e quais as sua empresa não precisa declarar... Saiba mais...
Doenças respiratórias: como prevenir e tratar. As doenças respiratórias crônicas atingem milhares de pessoas, entenda a importância do tratamento continuado... Saiba mais...
Saiba como o eSocial promove a integração entre as áreas profissionais. Será preciso trabalhar de forma conjunta, gerando assim maior integração entre profissionais de diversas áreas... Saiba mais...
Dor Neuropática e seus desdobramentos. A dor neuropática faz parte do rol de dores crônicas. Seu diagnóstico é difícil, pois métodos e exames convencionais podem não detectá-la... Saiba mais...
NR 6: a importância do EPI no ambiente laboral. Os EPIs são as ferramentas de trabalho que servem para a proteção e prevenção de acidentes laborais... Saiba mais...
Indicadores empresariais em saúde ocupacional. Entenda o que são os indicadores empresariais e a importância de uma gestão adequada... Saiba mais...
Novembro azul: confira algumas dicas de como prevenir o câncer de próstata. O câncer de próstata é o segundo tipo de câncer mais comum entre os brasileiros... Saiba mais...
Cirurgia de mão: saiba mais sobre esta especialidade. Veja como a cirurgia de mão se tornou uma especialidade clínica e quando ela é recomendada... Saiba mais...
Processos de gestão da segurança do trabalho em eletricidade. A gestão da segurança do trabalho em eletricidade requer uma atenção especial, com processos e cuidados ... Saiba mais...
Segurança e saúde do trabalhador em pequenas e microempresas. A segurança e a saúde dentro das pequenas e microempresas é algo que requer bastante atenção... Saiba mais...
Saiba porque a oncologia é uma das áreas mais importantes da medicina atualmente. A Oncologia é uma especialidade médica que estuda e trata o câncer e os tumores... Saiba mais...
Conheça a NR 05 e saiba mais sobre as suas atribuições. A Norma Regulamentadora 5 trata da aplicação de condutas para a prevenção de acidentes no trabalho... Saiba mais...
Dermatose ocupacional: causas e consequências. Veja por que a dermatose ocupacional é causadora de uma série de problemas no trabalho... Saiba mais...
Doenças crônicas e a importância do tratamento continuado. Entenda mais sobre doenças crônicas e o porquê do tratamento continuado ser fundamental nesse casos... Saiba mais...
eSocial e as rotinas de segurança e saúde no trabalho. As informações precisam ser observadas cuidadosamente pelo empregador durante o envio por meio do eSocial... Saiba mais...
Norma Regulamentadora NR4: impactos no setor de engenharia. A NR4 exige a implantação do Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho... Saiba mais...
Problemas auditivos: como identificar e prevenir? Existem diversos tipos de problemas auditivos, que podem ir do mais leve grau de surdez à perda total da audição... Saiba mais...