Área do Cliente
Cliente Empresa
Área Médica
blog facebook
Central de marcação: 71 3622-7555
Vida e Saúde - Blog

Conheça as principais doenças comuns no período do inverno.

sexta, 31 de maio de 2019

As doenças sazonais são aquelas que ocorrem todos os anos em determinadas estações do ano. Estas surgem devido a alterações nas condições ambientais causadas pelas mudanças de estação. No inverno, por exemplo, é muito comum surgirem doenças como gripes e resfriados, já que a sua transmissão ocorre mais facilmente em locais populosos e fechados.

Doenças sazonais comuns no inverno

Gripe

A gripe é uma doença respiratória causada pelo vírus influenza. É transmitida por meio do contato com pessoas gripadas ou pelo contato com superfícies, materiais e roupas contaminadas. Crianças pequenas, idosos, mulheres grávidas e pessoas com sistema imunológico enfraquecido correm maior risco de contrair a doença.

Os principais sintomas da gripe são febre alta, tosse, dor de cabeça, dores pelo corpo, secreção nasal e fraqueza.

A prevenção consiste em evitar o contato com pessoas gripadas e locais com grande fluxo de pessoas. Também é preciso lavar bem as mãos antes das refeições. Além disso, recomenda-se tomar a vacina antigripal para evitar que a doença se agrave, sobretudo entre crianças e idosos.

Resfriado

Espirros e congestão nasal são sintomas típicos do resfriado. O resfriado pode ser causado por rinovírus, parainfluenza ou por alguns tipos de adenovírus.

A doença causa sintomas mais brandos que a gripe e não pode ser combatida com vacinas. A prevenção consiste na higienização das mãos, boca e nariz.

Rinite

Os sintomas da renite incluem coriza, coceira e congestão nasal. A rinite é uma inflamação da mucosa que reveste o nariz e, normalmente, ocorre depois de uma alergia causada por poeira ou mofo, por exemplo.

Bactérias, fungos ou vírus também podem desencadear a inflamação. A prevenção consiste em evitar locais onde há acumulo de poeira, mofo ou locais pouco ventilados.

Sinusite

Os sintomas da sinusite são dores de cabeça, coriza, tosse e obstrução nasal. A doença se caracteriza por uma inflação nos seios da face que pode ser desencadeada por alergias, causadas por fungos ou bactérias. No entanto, a maioria dos casos de sinusite ocorre depois de uma gripe.

A prevenção consiste na ingestão de muito líquido e em evitar ambientes fechados ou poluídos. Além disso, pessoas com sinusite crônica devem evitar fumar. 

Em todos os casos, é importante procurar orientação médica, caso os sintomas persistam por longos períodos.

Consultas, exames ou dúvidas? Fale conosco.

Central Whatsapp: 71 3622-7555

Importância da liderança na Segurança do Trabalho

terça, 28 de maio de 2019

Numa empresa, os gestores são a peça-chave para o funcionamento dos setores. Cabe à liderança da empresa a contratação e o treinamento dos funcionários.

Esse setor também é responsável por estabelecer uma boa comunicação entre todos os membros da equipe, requisito fundamental para garantir o controle de riscos ocupacionais e a prevenção de acidentes de trabalho que possam comprometer a integridade física dos trabalhadores.

Além disso, a liderança da empresa deve servir de exemplo para todos os empregados e atuar junto a eles na construção de um ambiente de trabalho seguro.

Quer saber mais sobre a importância da liderança no cumprimento das normas de trabalho? Continue a leitura!

Papel da liderança no cumprimento das normas de segurança do trabalho

1. Assegurar que todas as normas sejam cumpridas

A segurança do trabalho não pode existir apenas nas diretrizes e políticas de melhores práticas. Um ambiente de trabalho seguro é baseado em quão bem as pessoas, tanto no gerenciamento quanto no chão de fábrica, aderem - e se comunicam - sobre os padrões de segurança.

O alicerce de qualquer esforço bem-sucedido de segurança no local de trabalho é aquele que incentiva os funcionários a identificarem comportamentos inseguros e oportunidades de melhoria, além de tomar decisões de segurança bem informadas durante as tarefas rotineiras diárias.

As normas de segurança do trabalho devem ser vistas como prioridade pela liderança da empresa, uma vez que delas dependem o bem-estar físico e mental de todos os funcionários. Essas normas devem ser intensamente divulgadas e conhecidas por todos os funcionários da empresa.

Também é função dos gestores servir de exemplo para todos os funcionários no cumprimento e na implementação das normas estabelecidas. Além disso, os gestores devem assegurar que todas as normas sejam colocadas em prática, em todos os setores da empresa.

2. Fomentar a identificação de riscos

Como a liderança possui uma ampla visão de todo o funcionamento da empresa e das atividades exercidas por cada funcionário, cabe a ela verificar os riscos de cada atividade da empresa. Também cabe aos gestores garantir que seus funcionários tenham um ambiente de trabalho seguro.

A comunicação exerce um papel-chave nesse processo, uma vez que permite que todos os funcionários da empresa expressem suas opiniões sobre o assunto e se inteirem sobre as normas de prevenção de quaisquer riscos de acidentes.

3. Fornecer equipamentos de proteção individual

Dependendo do trabalho, equipamentos como protetores auriculares, capacetes, óculos de segurança, luvas ou máscaras faciais reduzem bastante o risco de lesões no local de trabalho. A liderança da empresa deve fornecer equipamentos de proteção individual (EPIs) e de proteção coletiva (EPCs) para todas as atividades que exigirem o uso desses equipamentos e instruir os funcionários sobre a importância do uso e como eles devem ser utilizados.

Os gestores e líderes também devem oferecer a todos os funcionários da empresa cursos de treinamento e capacitação, de modo a orientá-los a executarem todas as tarefas com segurança.

Também cabe aos gerentes compartilhar com os funcionários dados estatísticos sobre acidentes de trabalho e os riscos inerentes que seu trabalho lhes oferece diariamente. Os lideres também devem fornecer incentivos que os recompensem por exemplificar um ótimo comportamento de segurança no local de trabalho.

Como você pode ver, é função dos líderes da empresa garantir aos funcionários um ambiente de trabalho seguro, melhorando a comunicação interna, fornecendo EPIs e treinamentos constantes, de modo a garantir a segurança de todos.

A sua empresa está investindo em saúde e segurança do trabalho? Quer saber mais sobre isso e como fazer para ter sucesso nessas questões?

Ligue 3622-7552 

Dislipidemia: conheça e saiba como se prevenir.

segunda, 20 de maio de 2019

Você sabe o que é dislipidemia? A dislipidemia é caracterizada por níveis muito altos de lipídios no sangue. Os principais tipos de lipídio são:

- Lipoproteína de baixa densidade (LDL);

- Lipoproteína de alta densidade (HDL);

- Triglicerídeos.

Uma pessoa com dislipidemia, geralmente, apresenta níveis altos de LDL no sangue ou níveis muito baixos de HDL.

Mas quais são os sintomas dessa doença? E como evitá-la? É o que você vai descobrir agora! Acompanhe!

Quais são os tipos de colesterol?

O LDL é considerado um tipo de colesterol ruim, uma vez que pode se acumular nos vários tecidos do corpo e formar aglomerados ou placas nas paredes das artérias. Já o HDL é considerado um colesterol bom, porque ajuda a remover o LDL do sangue.

Níveis elevados de LDL aumentam o risco de ataques e derrames cardíacos. No entanto, baixos níveis de colesterol HDL também podem aumentar os riscos de doenças cardíacas.

Quais são os tipos de dislipidemias?

Existem dois tipos de dislipidemias: a primária e a secundária. A dislipidemia primária é uma doença hereditária. Já a secundária é uma condição adquirida, que pode se desenvolver como resultado de maus hábitos alimentares, da obesidade ou da diabetes. 

Quais são os sintomas da dislipidemia?

A pressão alta e o colesterol alto são os primeiros sintomas da dislipidemia. Níveis altos de LDL estão associados à doença arterial coronariana (DAC), que obstrui as artérias do coração e pode levar a um ataque cardíaco. Níveis altos de LDL também podem causar a doença arterial periférica (DAP), que bloqueia as artérias das pernas e pode causar dor ao caminhar.

Quais são as causas da doença?

Comportamentos como o tabagismo, sedentarismo e o consumo de alimentos ricos em gorduras trans ou saturadas podem elevar o risco de adquirir a dislipidemia. O consumo excessivo de álcool também contribui para o desenvolvimento da doença. Outras condições médicas também podem contribuir para o surgimento da doença, como

- Doença renal crônica;

- Hipotireoidismo;

- Diabetes tipo 2.

Além disso, embora não seja uma regra, um baixo nível de colesterol HDL costuma estar associado a um alto nível de LDL.

Como é feito o diagnóstico?

Um exame de sangue pode verificar se os níveis de LDL e de triglicerídeos estão altos, baixos ou normais.

Esses números podem mudar de ano para ano, portanto, é importante refazer o exame de sangue todos os anos. Se você já toma medicamentos para dislipidemia, seu médico pode querer que você faça exames de sangue mais frequentes.

Como prevenir a doença?

Mudanças no estilo de vida podem ajudar a controlar os níveis de colesterol e triglicérides. O primeiro passo é mudar a dieta. As mudanças devem incluir uma alimentação sem gordura saturada, açúcar refinado e álcool. 

Adicionar mais frutas, vegetais, proteínas magras e grãos integrais no cardápio do dia a dia também pode ajudar a prevenir a doença. Além disso, exercícios diários são capazes de equilibrar os níveis de colesterol no sangue. 

Consultas, exames ou dúvidas? Fale conosco.

Central Whatsapp: 71 3622-7555

Dia do Enfermeiro e da Enfermagem

domingo, 12 de maio de 2019

Dia 12 de maio comemora-se mundialmente o Dia da Enfermagem e o Dia do Enfermeiro.

Com certeza você já ouviu falar no profissional de enfermagem, mas possivelmente não sabe exatamente do que trata esta profissão. Se você tem interesse ou sonha em atuar na área. Acompanhe!

O trabalho do enfermeiro tem como base o cuidado com as pessoas. O objetivo é garantir o conforto e o bem estar durante todo o tratamento.

Entre suas funções, estão: cuidado com os pacientes, comunicação entre estes e os médicos, administração de medicamentos e realização de curativos.

A maioria dos enfermeiros trabalha em órgãos como hospitais, postos de saúde e clínicas. No entanto, também podem atuar em empresas e prestar atendimento na residência do paciente (principalmente idosos e pessoas com necessidades especiais), modalidade conhecida como “home care”.

Para seguir essa carreira é preciso fazer um curso de graduação em Enfermagem em uma instituição de ensino superior autorizada pelo MEC. Com o diploma em mãos, o enfermeiro deve ainda obter registro no Conselho Regional de Enfermagem (Coren) de seu estado.

Vale lembrar que a graduação possibilita inúmeras outras possibilidades de continuar os estudos, como especializações, mestrado e doutorado em diferentes áreas da saúde.  

Essa e muitas outras especialidades você encontra na Santa Helena, marque já sua consulta! 

3622-7552

Entenda a importância do Programa de Conservação Auditiva – PCA

terça, 07 de maio de 2019

A perda auditiva ocupacional, induzida por ruídos ou vibrações, continua a ser um dos distúrbios ocupacionais mais comuns. Esse é um dos motivos pelos quais o Programa de Conservação Auditiva (PCA) é tão importante.

A implementação de um Programa de Conservação Auditiva exige vários elementos como a medição do ruído ao qual os trabalhadores estão expostos, implementação de controle de ruído, realização de exames auditivos frequentes nos trabalhadores, treinamento e o uso de proteção auditiva.

Mas qual a importância do Programa de Conservação Auditiva para a sua empresa? É o que você vai descobrir agora!

Programa de Conservação Auditiva: do que trata?

O ruído associado a vibrações, radiações ou a agentes químicos pode causar muitos danos à audição. O Programa de Conservação Auditiva tem por objetivo garantir a saúde auditiva dos trabalhadores que estejam expostos a altos níveis de pressão sonora por meio da prevenção e tratamento das perdas auditivas ocupacionais.

Para um controle eficaz, o PCA deve ser integrado com o PCMSO e o PPRA e ser realizado em parceria com todos os setores da empresa como medicina, engenharia e administração de pessoal.

Quais são os objetivos do PCA?

Os objetivos do PCA são:

  -  identificar rapidamente os funcionários com perda auditiva ou com problemas de audição; 
  -  reduzir os custos associados a insalubridade e às reclamações trabalhistas;
  -  melhorar a rotina de trabalho dos trabalhadores da empresa;
  -  fazer o diagnóstico precoce de doenças e perdas auditivas;
  -  adequar a empresa às exigências da lei.

Com qual periodicidade deve ser realizada a audiometria no PCA?

Os exames audiométricos devem ser realizados na admissão, seis meses após a admissão, anualmente e na demissão dos funcionários. Na demissão, o exame audiométrico é considerado válido se tiver sido realizado até 135 dias antes da data do exame médico demissional, caso a empresa seja classificada em risco 1 ou 2.

Caso a empresa seja classificada em risco 3 ou 4, o exame audiométrico é válido caso tenha sido realizado em até 90 dias antes do exame médico demissional.

O intervalo mínimo entre os exames audiométricos pode ser reduzido mediante negociação coletiva de trabalho, por notificação de agente do Ministério do Trabalho ou ainda a critério da empresa. Outros exames médicos podem ser realizados, a critério da empresa, para avaliar a saúde auditiva dos funcionários.

Quais são os benefícios do PCA para a empresa?

O PCA pode oferecer muitos benefícios para a empresa, entre eles podemos citar a diminuição do número de acidentes e aumento da produtividade, devido à redução do estresse e a melhoria das condições de trabalho.

Além disso, o Programa de Conservação Auditiva possibilita a redução de gastos com contratações e treinamentos, melhoria no relacionamento entre os funcionários e a administração da empresa, e também a redução de gastos com indenizações trabalhistas.

O PCA envolve um trabalho de vigilância e controle do ambiente de trabalho para eliminar os níveis sonoros capazes de provocar danos à audição dos trabalhadores por meio do reconhecimento e da antecipação do controle de riscos.

A sua empresa está investindo em saúde e segurança do trabalho? Quer saber mais sobre isso e como fazer para ter sucesso nessas questões?

Ligue 3622-7552 

Dia do Oftalmologista

terça, 07 de maio de 2019

O Dia do Oftalmologista comemora-se em 07 de maio.

Com certeza você já ouviu falar em médico oftalmologista, mas possivelmente não sabe exatamente do que trata esta especialidade. Se você tem interesse ou sonha em seguir essa profissão. Acompanhe!

A oftalmologia é uma especialidade médica que investiga, estuda, diagnostica e trata as doenças relacionadas com os olhos, com a visão e estruturas afins, tais como: astigmatismo, catarata, degeneração macular, toxoplasmose e tumores oculares, etc. 

Para exercer a profissão, o oftalmologista deve concluir o curso de ensino superior em medicina e se especializar na área de oftalmologia. Fica assim capacitado para o tratamento médico e cirúrgico das doenças oculares.Os oftalmologistas podem trabalhar tanto em clínicas privadas especializadas na visão humana ou em hospitais e clínicas públicas. 

Um oftalmologista é qualificado por uma longa carreira universitária e por um rigoroso treino médico-cirúrgico para diagnosticar e tratar todas as doenças do sistema visual.

 

Essa e muitas outras especialidades você encontra na Santa Helena, marque já sua consulta!

3622-7552

Como evitar a tensão e o estresse no trabalho?

terça, 23 de abril de 2019

Como evitar a tensão e o estresse no trabalho?

O Brasil é o segundo país mais estressado ​​do mundo. A rotina de trabalho é apontada como a principal causa de irritação, cansaço ou falta de energia. Infelizmente, o estresse no trabalho afeta diretamente a saúde e está ligado a doenças que vão de gripes e resfriados até doenças mais graves, como as doenças cardíacas e a síndrome metabólica.

Embora a maioria das pessoas deseje viver um dia a dia tranquilo, encontrar um trabalho pouco estressante pode ser uma tarefa quase impossível. Além disso, nem sempre é possível trocar o trabalho atual por outro menos estressante. Uma maneira de driblar essa situação é adotando estratégias eficazes para reduzir o estresse no trabalho. 

No post de hoje vamos dar algumas dicas de gerenciamento para te ajudar a contornar o problema. Acompanhe!

Como evitar o estresse no trabalho

Comece o dia com o pé direito

Depois tomar um café preto em vez de uma alimentação saudável e de enfrentar um trânsito, intenso muitas pessoas já chegam estressadas no trabalho.

Na verdade, a maioria de nós se torna muito mais reativo ao estresse em uma manhã que já começou cansativa e desgastante. Para evitar esse problema, comece o dia tomando um bom café da manhã e saia de casa mais cedo para evitar o trânsito. Isso fará você sentir-se menos estressado e mais animado para começar o dia.

Planeje o seu dia

Mesmo que você não seja uma pessoa muito desorganizada, planejar o seu dia com antecedência é uma ótima maneira de se ver livre do estresse.

Organizar bem a rotina de trabalho significa menos correria pela manhã e o fim dos atrasos. Além disso, planeje todas as tarefas que precisam ser executadas ao longo do dia, logo pela manhã. Um ambiente de trabalho organizado evita que você perca tempo com a desordem e garante um dia mais eficiente.

Se mantenha longe dos conflitos

Conflitos interpessoais afetam a saúde física e mental, por isso evite conflitos com seus colegas. Isso significa ficar longe de fofocas e gerar assuntos que possam causar discussões pessoais.

Use roupas confortáveis

O desconforto físico pode se tornar uma enorme fonte de estresse no trabalho. Uma cadeira desconfortável, por exemplo, pode causar dores nas costas e no pescoço tornando até mesmo as pequenas tarefas do dia a dia mais cansativas.

Ruídos excessivos, sapatos apertados e roupas desconfortáveis também são capazes de elevar o seu nível de estresse. Busque trabalhar em um local silencioso, confortável e relaxante. Para isso, sempre que possível, use fones de ouvido, roupas e sapatos confortáveis quando estiver no trabalho. 

Faça uma tarefa de cada vez

A multitarefa já foi considerada uma ótima maneira de maximizar o dia. No entanto, fazer muitas coisas ao mesmo tempo diminui a precisão do trabalho que precisa ser feito e acaba por elevar os níveis de estresse.

A divisão de foco pode tornar até uma tarefa simples mais extenuante, o que acaba por deixar a maioria das pessoas mais tensa e cansada. Em vez de ser multitarefa, organize todos os trabalhos que precisam ser realizados em pequenos módulos sequenciais, e vá eliminado tarefa por tarefa, isso tornará o seu dia muito mais eficiente.

Consultas, exames ou dúvidas? Fale conosco.

Central Whatsapp: 71 99664-7555

Normas regulamentadoras: conheça a NR 8

segunda, 15 de abril de 2019

Descubra os principais pontos da NR 8, que trata de Edificações, e saiba quais são os requisitos mínimos que oferecem segurança ao trabalhador.

A NR 8 (Norma Regulamentadora 8 - Edificações) visa estabelecer normas de segurança e de proteção à saúde de todos os empregados que trabalham em edificações, sejam essas construções públicas ou privadas.

A NR 8 também estabelece normas mínimas de conforto térmico e acústico que possam afetar a rotina dos trabalhadores, além de estabelecer parâmetros de proteção. 

Quer saber mais sobre a NR 8 e quais os requisitos dessa norma? Continue a leitura!

NR 8 - Especificações

Altura do piso ao teto

De acordo com a CLT, o pé direito de uma construção deve ter altura mínima de 3 metros. No entanto, cada município deve normatizar a altura do piso ao teto de uma construção, de modo que o espaço atenda as condições mínimas de conforto e segurança dos trabalhadores.

Caso um município não estabeleça essa altura por lei ou norma, as empresas localizadas naquele município devem adotar as medidas de acordo com a CLT. É importante observar que a construção também deve atender as condições mínimas de salubridade e periculosidade. 

Espaço de circulação

Saliências são desníveis que podem prejudicar o deslocamento dos trabalhadores no dia a dia do seu trabalho.

Para não prejudicar a circulação de pessoas ou de materiais, os pisos das edificações não devem apresentar saliências, protuberâncias, buracos e nem depressões.

Aberturas nos pisos e paredes

Os pisos e paredes de uma edificação devem ser protegidos de modo que não ocorram quedas de pessoas ou de objetos. A proteção deve ser periférica, na parte interna e nos vãos.

Pisos, escadas e rampas

Pisos, escadas e rampas devem ser projetados de modo a suportar cargas móveis e cargas fixas. Além disso, precisam ser construídas de acordo com as normas técnicas oficiais e mantidas em perfeito estado de conservação. As escadas e rampas devem ser limpas com frequência.

Locais ingrimes, lisos ou escorregadios devem ser equipados com materiais antiderrapantes para minimizar o risco de quedas. Os andares acima do solo devem oferecer proteção contra quedas  de objetos e pessoas, de acordo com a normatização municipal ou com as normas técnicas.

Proteção contra intempéries

Todas as partes de uma edificação, mesmo sendo esses locais externos ou autônomos, devem observar as normas técnicas referentes ao isolamento térmico, acústico, resistência ao fogo, resistência estrutural e impermeabilidade.

Todas as partes de uma construção devem oferecer a todos os ocupantes proteção contra a chuva.  

Telhados e coberturas

Os telhados de todas as edificações devem ser projetados de modo a proteger os ocupantes das variações climáticas. A construção também deve evitar que os trabalhadores recebam insolação excessiva ou deixem de ter acesso a iluminação natural do sol.

A sua empresa está investindo em saúde e segurança do trabalho? Quer saber mais sobre isso e como fazer para ter sucesso nessas questões?

Ligue 3622-7552 

Dia do Obstetra

sexta, 12 de abril de 2019

O Dia do Obstetra comemora-se no dia 12 de abril.

Com certeza você já ouviu falar em médico obstetra, mas possivelmente não sabe exatamente do que trata esta especialidade. Se você tem interesse ou sonha em seguir essa profissão. Acompanhe! 

O médico obstetra é o profissional especializado para dar dicas importantes sobre o estado emocional da mulher, a importância da hidratação da pele para prevenir estrias, cuidados e preparação dos mamilos para a amamentação, prática de exercícios físicos leves e regulares e outras temáticas que podem surgir ao longo do período.

O obstetra tem um papel fundamental durante a gestação. Por isso, é importante que a mulher gestante tenha uma relação de confiança com ele. O profissional, por sua vez, precisa se colocar disponível para o atendimento à paciente, mesmo nos horários fora da consulta, informando, por exemplo, dados como o número do seu celular para os casos de emergência.

Continue nos acompanhando e não perca mais nenhuma dica!

 

 

 

Conheça as fases do eSocial

quarta, 03 de abril de 2019

As fases do eSocial foram alteradas mais uma vez. A obrigatoriedade referente ao envio dos Eventos Periódicos foi prorrogada para alguns grupos de empresas. Já os eventos referentes à Saúde e Segurança do Trabalho foram adiados para todos os grupos de empresas que devem enviar seus dados trabalhistas, fiscais e previdenciários ao governo por meio da plataforma do eSocial. 

Quer saber mais sobre as fases do eSocial e descobrir quais são os novos prazos? Continue a leitura!

Os grupos do eSocial foram alterados?

A configuração de alguns grupos do eSocial foi alterada. O Grupo 2 foi dividido em Grupo 2 e Grupo 3. Ou seja, as empresas com faturamento anual entre R $ 4,8 milhões e R $ 78 milhões e as empresas com faturamento abaixo de 4,8 milhões agora fazem parte de grupos distintos.

O antigo Grupo 3, constituído por Órgãos Públicos e Organizações Internacionais, agora constitui o Grupo 4.

A nova configuração do eSocial é assim:

Grupo 1: empresas com faturamento acima de R $ 78 milhões no ano de 2016;

Grupo 2: empresas com faturamento anual declarado entre R$ 4,8 milhões e R $ 78 milhões em 2016;

Grupo 3: Empresas cujo faturamento ficou abaixo de R $ 4,8 milhões em 2016, incluindo as Microempresas e os Microempreendedores Individuais - MEI;

Grupo 4: Administração Pública e Organizações Internacionais seja qual for o faturamento. 

Quais foram as mudanças nas fases do eSocial em cada grupo?

O Grupo 1 e o Grupo 2 já implantaram alguns eventos do eSocial. Já o Grupo 3 e o Grupo 4 tiveram a implantação das fases do eSocial adiadas:

Grupo 1 – Grandes Empresas

O Cadastro do Empregador e os Eventos de Tabela (S – 1000 a S – 1080) começaram a ser enviados em janeiro de 2018.

O Cadastro dos Trabalhadores e Eventos não periódicos (S-2190 a S-2399) começaram a ser enviados em março de 2018.

- Eventos Periódicos (S-1200 à S-1300) começaram a ser enviados em março de 2018.

Os Eventos de Saúde e Segurança do Trabalho foram adiados para todos os grupos de empresas. O Grupo 1 deve começar a enviar esses eventos em julho de 2019.

Grupo 2 – Médias Empresas

- O Cadastro do Empregador e os Eventos de Tabela (S – 1000 a S-1080) começaram a ser enviados em julho de 2018,

- O Cadastro dos Trabalhadores e Eventos não periódicos (S-2190 a S-2399) começaram a ser enviados em outubro de 2018,

- Eventos Periódicos (S-1200 à S-1300) devem ser enviados a partir de janeiro de 2019.

- Para o Grupo 2 os Eventos de Saúde e Segurança do Trabalho devem ser enviados a partir de janeiro de 2020.

Grupo 3 – Empresas de pequeno porte

- O Cadastro do Empregador e os Eventos de Tabela (S – 1000 a S-1080) devem ser enviados a partir de janeiro de 2019.

- O Cadastro dos Trabalhadores e Eventos não periódicos (S-2190 a S-2399) devem ser enviados a partir 10 de abril de 2019.

- Eventos Periódicos (S-1200 a S-1300) a obrigatoriamente dos Eventos Periódicos para o Grupo 3 ficou para 10 de julho de 2019.

- Para o Grupo 3, os Eventos de Saúde e Segurança do Trabalho foram adiados para julho de 2020.

Grupo 4 - Órgãos Públicos e Organizações Internacionais

- O Cadastro do Empregador e os Eventos de Tabela (S – 1000 a S-1080) passam a ser obrigatórias a partir de janeiro de 2020.

- O Cadastro dos Trabalhadores e Eventos não periódicos (S-2190 a S-2399) para esse grupo ainda não foi definido.

- Eventos Periódicos (S-1200 a S-1300) a obrigatoriamente dos Eventos Periódicos para o Grupo 3 ainda não foi definido.

- Eventos de Saúde e Segurança do Trabalho a obrigatoriedade dos Eventos de SST para empresas do Grupo 4 ficou para janeiro de 2021.

Para que a sua empresa fique em dia com as fases do eSocial e evite multas e outros aborrecimentos é importante contar com a parceria de uma empresa preparada para atender todas as exigências dessa obrigação fiscal acessória. Entre em contato com o Grupo SH Brasil agora mesmo!

A sua empresa está investindo em saúde e segurança do trabalho? Quer saber mais sobre isso e como fazer para ter sucesso nessas questões?

Ligue 3622-7552 

Notícias recentes
Conheça as principais doenças comuns no período do inverno. As doenças sazonais são aquelas que ocorrem todos os anos em determinadas estações do ano... Saiba mais...
Importância da liderança na Segurança do Trabalho A liderança é responsável por colocar em prática as normas e procedimentos de segurança do trabalho... Saiba mais...
Dislipidemia: conheça e saiba como se prevenir Descubra o que é a dislipidemia, quais são os sintomas e como tratar dessa doença que pode ser hereditária... Saiba mais...
Dia do Enfermeiro e da Enfermagem Uma homenagem para quem exerce a arte do cuidar da nossa saúde. Saiba mais...
Dia do Oftalmologista Gratidão ao profissional que dedica o seu olhar para cuidar da nossa visão... Saiba mais...
Entenda a importância do Programa de Conservação Auditiva – PCA. Saiba porque a sua empresa deve implantar o Programa de Conservação Auditiva... Saiba mais...
Como evitar a tensão e o estresse no trabalho? A tensão e o estresse estão na rotina corporativa. No entanto, é possível evita-los e ter uma rotina mais saudável... Saiba mais...
Normas regulamentadoras: conheça a NR 8 Descubra os principais pontos da NR 8, e saiba quais são os requisitos mínimos que oferecem segurança ao trabalhador... Saiba mais...