blog facebook WhatsApp
Central de marcação: 71 3622-7555
Vida e Saúde - Blog

Principais alergias que atingem os brasileiros.

segunda, 19 de abril de 2021

As alergias são problemas de saúde que merecem atenção, sobretudo porque quadros graves de alguns tipos de alergia podem levar à morte. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 30% da população brasileira é acometida pelo problema.

Podemos definir as alergias como uma reação exagerada do organismo que atua na defesa contra certos agentes que, em princípio, não deveriam fazer mal. Um exemplo são os ácaros, que estão presentes na poeira.

Em geral, esses microorganismos não comprometem a saúde diretamente, mas na pessoa alérgica, existe uma reação forte, que provoca sensações de desconforto. Essas reações variam de acordo com o tipo de alergia, e também quanto à forma como cada organismo se mostra vulnerável.

Diferente do que alguns acreditam, a presença de alergias não tem relação com baixa imunidade. No entanto, podem ser vistas como importantes comorbidades em certas situações.

É o caso de pessoas com asma, rinite alérgica ou sinusite. Caso sintam-se debilitadas e com a imunidade baixa, podem apresentar infecções respiratórias mais severas, complicando ainda mais o quadro asmático.

Quais os tipos de alergia mais comuns?

Entre os tipos de alergia mais comuns estão as respiratórias. A rinite alérgica é que tem maior incidência, com 25%, seguida da asma alérgica que atinge aproximadamente 20% de crianças e adolescentes. E também as alergias alimentares, de contato e urticárias. Todas elas precisam de atenção e cuidado, a fim de evitar o agravamento e controlar as reações.

Alergias respiratórias

As alergias respiratórias são aquelas desencadeadas por contato com os alérgenos do ambiente. Isso inclui ácaros, mofo, pólen, poeira doméstica, pelos de animais, fumaça de cigarros, fezes de insetos e cheiros fortes. Entre as principais estão:

Rinite alérgica

É a mais comum entre as alergias respiratórias, e se manifesta através de crise de espirros, coriza, coceira no nariz, garganta, olhos e ouvidos e congestão nasal. Geralmente, a rinite alérgica aparece a partir dos quatro anos de idade, mas pode ocorrer bem mais tarde.

Asma alérgica

Sua principal característica é o chiado no peito, seguida de falta de ar, respiração curta e rápida. Também pode apresentar tosse seca e desconforto pulmonar. Quando uma crise é desencadeada pela exposição a um alérgeno, é chamada de asma induzida por alergia ou asma alérgica.

A asma trata-se de uma doença que pode evoluir para um quadro grave, levando à morte. Mesmo não tendo uma cura, pode ser prevenida e controlada.

Alergias de pele

Esse tipo de alergia pode ser desencadeada através do contato direto com um alérgeno sobre a pele ou mesmo por uma reação do organismo a substâncias presentes nos alimentos ou medicamentos. Entre as alergias de pele mais comuns estão a urticária alérgica, a dermatite de contato e o angioedema.

Alergias alimentares

As alergias alimentares costumam se manifestar através de sintomas como diarreia, dor abdominal e vômito, mas também por meio da pele, como vergões, urticária e coceira. Alterações no sistema respiratório, como tosse e chiado no peito, também podem ser sintomas de alergia alimentar.

Entre os alimentos que mais desencadeiam alergias estão o leite de vaca, ovo, trigo, crustáceos (principalmente camarão) e amendoim. Os corantes artificiais e outros aditivos também podem causar reações alérgicas.

Alergia a picada de insetos

Embora seja mais comum em crianças até os 10 anos de idade, a alergia a picadas de insetos também pode se manter durante a fase adulta. Nesse tipo de alergia, os sintomas aparecem de forma localizada, com coceira intensa, vermelhidão, inchaço, sensação de calor e aparecimento de bolhas.

Contudo, a depender da sensibilidade do organismo, a picada de um inseto também pode causar espirros, tosse, coriza e falta de ar. Entre os insetos que causam alergias mais frequentes estão os pernilongos e borrachudos, formigas, pulgas, carrapatos, vespas e abelhas.

Nesse último caso, a pessoa alérgica pode vir a sofrer um choque anafilático dependendo da sua sensibilidade e da quantidade de picadas.

Alergia a medicamentos

Cerca de 12% dos brasileiros já apresentaram algum tipo de reação alérgica a medicamentos, de acordo com a Associação Brasileira de Alergia e Imunologia. Em 90% dos casos, ela se manifesta através de sintomas na pele, como coceira, erupções cutâneas, inchaço dos lábios e angioedema.

Nesse tipo de alergia, o indivíduo pode ser alérgico a um medicamento específico ou a toda classe de medicamentos. Isso porque a estrutura química dos fármacos dentro de um mesmo grupo é similar, podendo gerar uma reação cruzada.

Como diagnosticar e tratar as alergias?

Embora existam testes de alergia, geralmente, se descobre o problema de maneira espontânea a partir do contato com o alérgeno. Todavia, em alguns casos, uma manifestação leve pode não ser levada em conta, e é preciso investigar e confirmar o quadro, evitando o agravamento.

Entre os testes de alergia disponíveis estão

  • - exames de laboratório (IgE total e IgE específica no sangue);
  • - testes cutâneos de contato;
  • - exames de imagem, como tomografia e raio-x;
  • - dietas de eliminação;
  • - testes de provocação.

Ao confirmar a  presença de uma alergia, o tratamento é feito de forma associada: tratamento clínico somado a medidas de controle do ambiente. Quando o tratamento clínico falhar, é possível contar com a imunoterapia alérgeno-específica.

Entre os medicamentos mais utilizados para tratar os diversos tipos de alergia estão os anti-histamínicos orais (chamados de antialérgicos), descongestionantes sistêmicos, corticoides e vasoconstritores.

IMPORTANTE! Em caso de reação alérgica, é fundamental procurar um médico alergista para investigar a doença e buscar tratamento. 

Notícias recentes
O que é a Síndrome pós-Covid e como identificá-la. Saiba mais sobre a Síndrome pós-Covid e a importância de manter o acompanhamento médico mesmo depois de passar pela doença. Saiba mais...
Cuidados com o bebê nos primeiros meses após o parto. Um universo de novidades: veja quais os primeiros cuidados com o bebê no período pós parto e como as mudanças na rotina afetam as mamães. Saiba mais...
Principais alergias que atingem os brasileiros. Entenda melhor o que são alergias e conheça os tipos que mais atingem os brasileiros. Saiba como se manifestam e qual o tratamento adequado. Saiba mais...
Último trimestre de gestação: o fim de uma jornada e o início de outra. Saiba mais sobre o último período de gestação, que vai do 7º ao 9º mês, e quais os primeiros cuidados após o parto. Saiba mais...
Vitaminas e suas principais fontes. Saiba mais sobre a importância das vitaminas para o bom funcionamento do organismo e quais as principais fontes para ingestão desses nutrientes. Saiba mais...
Intolerância à lactose: como conviver com o problema? Saiba mais sobre a intolerância à lactose e de que forma é possível conviver com esta condição a partir de cuidados simples com a dieta. Saiba mais...
Endometriose: como afeta a saúde da mulher? Saiba mais sobre a endometriose, seus sintomas, tratamento e como interfere na saúde e na fertilidade da mulher. Saiba mais...
Síndrome de Down: cuidados e desenvolvimento. Entenda como a Síndrome de Down ocorre e de que forma os portadores podem se desenvolver e levar uma vida normal a partir dessa condição. Saiba mais...
O que são cistos mamários e como tratá-los? Entenda mais sobre os cistos mamários, suas causas e de que forma tratar esse problema a partir do diagnóstico. Saiba mais...
Gestação: quando chegam as novidades. Veja o que esperar da gestação a partir do segundo trimestre e quais as transformações para a mãe e o bebê . Saiba mais...
Principais doenças relacionadas ao sistema urinário e como tratá-las. Saiba mais sobre como manter o bom funcionamento do sistema urinário, prevenindo e tratando as infecções e outras doenças. Saiba mais...
Mocinhos e vilões nos cuidados com a saúde do coração. Saiba a importância de manter a saúde do coração e quais elementos são favoráveis e desfavoráveis nos cuidados com este órgão vital. Saiba mais...
Síndrome de Asperger: o que é como lidar com essa condição? Saiba mais sobre as características da Síndrome de Asperger, de que forma ela se manifesta e como tratar essa condição ligada ao neurodesenvolvimento. Saiba mais...
Alimentação saudável: descubra a função de cada nutriente. Entenda como cada tipo de nutriente atua no organismo e porque manter uma alimentação saudável é fundamental para a saúde. Saiba mais...
Gestação: o desafio dos 3 primeiros meses. Saiba quais os principais desafios da gestação no período inicial e como a gestante pode se preparar para esse momento. Saiba mais...
Saúde do homem e o combate ao câncer de próstata. Saiba mais sobre a importância da prevenção do câncer de próstata para a saúde do homem e como combater esse inimigo silencioso. Saiba mais...
A dor como 5º sinal vital, abordagens e tratamento. Saiba porque a dor é vista como 5º sinal vital e a importância dessa interpretação para uma melhor abordagem clínica e tratamento. Saiba mais...
Gestação: o início de uma jornada. Ao iniciar a jornada da gestação, veja a importância de informações confiáveis e de ter um médico como parceiro nos cuidados com a mãe e o bebê. Saiba mais...
Hemodinâmica: tecnologia para diagnóstico e tratamento. Veja quais os benefícios da hemodinâmica e como essa tecnologia auxilia no diagnóstico e tratamento de doenças cardiovasculares. Saiba mais...
Saúde da mulher: ações preventivas fazem a diferença. A atenção integral à saúde da mulher diz respeito a uma série de práticas que possibilitam condições de vida mais saudáveis. Saiba mais...